Ministério do Trabalho e Previdência anuncia a abertura de 328 mil postos formais de trabalho em fevereiro

Nos últimos 12 meses, já foram criadas mais de 2.5 milhões de novas vagas

Publicado em 29/03/2022 12h24 Atualizado em 29/03/2022 12h39

Dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) divulgados nesta terça-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência registraram saldo positivo do emprego com carteira assinada em fevereiro com 328.507 novos postos de trabalho. No acumulado de janeiro a fevereiro de 2022, o saldo é de 478.862 vagas de emprego.

De março de 2021 a fevereiro de 2022, registrou-se saldo de 2.582.497 novos postos de trabalho. De janeiro de 2019 a fevereiro de 2022, o saldo positivo foi de 3.685.064 novas vagas. De julho de 2020 a fevereiro de 2022, considerado período da retomada do emprego formal, foi anunciado 4.441.192 novos postos de trabalho.

Na apresentação, o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, destacou que “os brasileiros são colocados como foco e por isso o trabalho dá resultado, o governo não gera oportunidade e nem emprego, mas tudo aquilo que foi feito de facilitação, simplificação, desburocratização, tirar as pedras do caminho do empresário brasileiro, e se iniciou em 2019, se consolida mês a mês, ano a ano, e hoje o Brasil é o pais da América Latina que mais se desenvolveu durante a pandemia”.

Setores

O setor de Serviços foi o grande destaque do mês, com a geração de mais de 215.421 mil novos postos de trabalho formais, distribuídos principalmente nas atividades de administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (101.611). Destaque também para a indústria que teve um saldo no mês de (43.000). E para a construção que apresentou (39.453) novas vagas de emprego. O setor da Agropecuária também cresceu (17.415).

O aumento de empregos formais também ocorreu no setor de comércio, com saldo de (13.219) mil novos postos.

De acordo com o Secretário de Trabalho do MTP, Luís Felipe Batista de Oliveira, “no mês de fevereiro, vimos um nível elevado de admissões e um saldo concentrado no setor de serviços, o que garantiu um saldo expressivo para o mês. Mesmo assim todos os grupamentos de atividade registraram saldos positivos. Os últimos meses de efeitos da garantia provisória de emprego, decorrentes dos acordos de redução de jornada ou suspensão de contratos, apontam para o alcance do objetivo de se obter uma transição suave no mercado de trabalho formal”.

Regiões

25 unidades da Federação registraram saldo positivo na geração de empregos, com destaque para a região Sudeste. Os estados que mais abriram postos de trabalho foram: São Paulo (98.262 postos); Minas Gerais (36.677) e Paraná (28.506).

Fonte: Ministério do Trabalho e Previdência

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

#Assuntos

#Tags

Shopping Basket