Quantidade de declarações entregues supera expectativas da Receita Federal

Até as 16h desta terça-feira (31/5), haviam sido entregues 34,507 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física, número superior à projeção feita, de 34,100 milhões

Publicado em 31/05/2022 19h45 Atualizado em 31/05/2022 19h53

Foram entregues, até as 16h desta terça-feira (31/5),  34.507.919 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física, quantidade superior ao esperado, de 34.100.000. A projeção é de que um total de 36.500.000 declarações seja entregue até a meia-noite desta terça-feira, quando termina o prazo. As informações foram divulgadas durante a entrevista coletiva de balanço sobre o final do prazo de entrega das declarações do IRPF de 2022, ano-calendário 2021.

Em relação à quantidade entregue até as 16h, o secretário especial da Receita Federal, Julio Cesar Vieira Gomes, afirmou: “Esse número superou um pouco a nossa expectativa inicial. Como fazemos todos os anos, procuramos inovar com tecnologia, a fim de ter um processamento mais célere, mais eficiente, mais seguro”. O secretário destacou a consolidação da declaração pré-preenchida, a possibilidade de o contribuinte fazer o uso de recursos multiplataforma para fazer a declaração e a introdução do recurso do pix para a restituição.

Pontuando outra inovação, o secretário enfatizou que, já no início de junho, será possível aos contribuintes obterem o extrato de processamento da sua declaração, na qual estarão detalhadas as pendências, caso existam, o que dará oportunidade para que sejam feitos os ajustes necessários. “Essa fase precede a fase tradicional, das intimações para prestar esclarecimentos ou apresentar documentos comprovando as informações”, explicou Julio Cesar Gomes.

Retificações e pendências

Das declarações recebidas, 2.293.250 já foram retificadas e 2.015.962 tiveram pendências detectadas. Do total, 61% têm imposto a restituir, 20% não têm impostos a receber nem a pagar e 19% têm imposto a pagar. Ao todo, 2.323.269 contribuintes optaram pela declaração pré-preenchida, opção existente desde 2014, mas que, a partir da implementação da plataforma GOV.BR, teve sua utilização ampliada. “Pretendemos aumentar ainda mais a disponibilidade dessas declarações e melhorar ainda mais a qualidade dos dados para o próximo ano”, informou o presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Gileno Barreto.

O cronograma de crédito da restituição, em cinco lotes, começou por maio (R$ 6,3 bilhões). Os próximos lotes serão em junho (R$ 6,3 bilhões), julho (R$ 6,1 bilhões), agosto (R$ 5,4 bilhões) e setembro (R$ 600 milhões). A ordem de prioridade para recebimento de restituição do IRPF é a seguinte: idosos, com prioridade, dentre esses, para os maiores de 80 anos; contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave; contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério; demais contribuintes.

Fonte: Ministério da Economia

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

#Assuntos

#Tags

Shopping Basket